AVIVA-NOS, ESPÍRITO SANTO DE DEUS!

3 de setembro de 2017

“Veio sobre mim a mão do SENHOR; ele me levou pelo Espírito do SENHOR e me deixou no meio de um vale que estava cheio de ossos”. Ezequiel 37:1

 

É fato que nós estamos vivendo em meio a uma geração que tem valorizado, glamourizado e até mesmo cultuado a morte. Basta vermos o grande sucesso dos filmes e seriados sobre esse tema: The Walking Dead, Dead Note, CSI, Dexter, 13 Reasons Why e tantos outros que surgem a cada dia. A morte não traz mais uma reflexão, uma ponderação sobre o por vir. Vivemos em uma geração que não se importa com a eternidade. Recentemente ouvi de uma pessoa a seguinte expressão, quando eu a aconselhava: “Se eu morrer, enterra”. Simples assim! Precisamos urgentemente da intervenção do Espirito Santo de Deus sobre as nossas vidas, sobre as nossas famílias, sobre a sociedade em que vivemos, sobre a Igreja, sobre a nossa pátria.

O profeta Ezequiel em sua visão sobre o vale de ossos secos, via um local macabro, sem vida, que projetava todo tipo de injustiça social, espiritual sobre Israel decorrente do exílio babilônico, decorrente do pecado. Mas em meio a esse vale de morte, havia esperança de restauração, esperança de uma ressurreição geral, onde a vida voltaria sobre aqueles ossos secos, onde a libertação, a justiça reinaria, e a nação de Israel seria liberta da opressão, da injustiça, do pecado, pelo poder do Espirito Santo de Deus. Ao olharmos para o Brasil, os poderes executivo, legislativo, judiciário, ao olharmos para as escolas, universidades, empresas, escritórios, consultórios, locais de trabalho, as familiar, as igrejas, temos a visão de um vale de ossos secos. Corrupção, injustiça social, moral, falta de amor para com o próximo, o pecado reinando, o pecado operando na vida das pessoas. Creio que um dos fatores que tem colaborado para esse cenário tenebroso de esfriamento espiritual em que vivemos é o antropocentrismo. A vida centrada no ser humano.

Eu quero! Eu mando! Eu determino! Eu controlo a minha vida! O poder está nas minhas mãos! Há uma música que precisamos regatar, cantar, e vive-la em nossas vidas: “Espírito, Espírito Santo de Deus, Vem controlar todo o meu ser, Vem dirigir o meu viver, O meu pensar, O meu falar, O meu sentir, O meu agir”. Para sairmos do meio desse vale de ossos secos em que vivemos, e que estamos inseridos, precisamos de um avivamento que somente O Espírito Santo de Deus pode trazer sobre nós, sobre o Brasil. Avivamento ocorre quando nos apartamos de toda corrupção, de toda prática pecaminosa. Avivamento ocorre quando nos esvaziamos de todo o nosso orgulho, soberba, presunção, quando valorizamos a justiça, a verdade, e a vida. Avivamento ocorre quando Deus se torna o centro de nossa existência. Façamos uma reflexão de nossas vidas, e que tenhamos a total dependência do Espírito Santo de Deus. “O Espírito me levantou e me levou ao átrio interior; e eis que a glória do SENHOR enchia o templo”. Ezequiel 43:5 Nós somos o templo, nós somos a morada do Espirito Santo de Deus. A pergunta é simples assim: Do que temos enchido esse templo? Do pecado, da injustiça? Ou do Espírito Santo de Deus que gera vida, gera justiça? Avivanos, Senhor!