NAS MÃOS DE DEUS

9 de abril de 2017
0904

“Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para não poder ouvir”. Isaías 59:1 

Em nossa história e tradição, temos a Bíblia como nossa regra de fé e prática. A música também faz parte da nossa caminhada cristã. Por meio dos belos hinos, corinhos e cânticos expressamos a nossa dependência, a nossa gratidão, o nosso louvor a Deus.

Um hino em especial merece a nossa atenção: Amparo Divino (154 CTP), que em umas de suas estrofes diz assim: “Com Tua mão segura bem a minha, Pois eu tão frágil sou, ó Salvador, Que não me atrevo a dar jamais um passo sem Teu amparo, meu Jesus, Senhor”! O homem é fraco, limitado, se cansa, erra, peca. Por isso precisamos das mãos de Deus nos segurando. É nessa segurança que somos guardados, todos os dias, a cada momento de nossas vidas.

Lendo o livro do profeta Isaías podemos tirar algumas lições preciosas acerca do nosso Deus que nos segura pelas mãos. Nas mãos de Deus há ajuda. “Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo”-Isaías 41:13. Por mais capaz que o ser humano possa ser, por mais preparado, qualificado que seja, ele ainda é humano, limitado, frágil. Emocionalmente, fisicamente, espiritualmente. Temos medos, temores, incertezas, fraquezas, enfermidades. Precisamos da ajuda, precisamos do auxílio para vencer, para superar os obstáculos que se levantam a nossa frente.

É por isso que nós precisamos entregar nossas vidas totalmente nas mãos de Deus. Ele é um pronto auxílio em meio as tribulações, em meio as dificuldades que se colocam diante de nós. “Não temas que eu te ajudo”.

Nas mãos de Deus, há consolo. “Cantai, ó céus, alegra-te, ó terra, e vós, montes, rompei em cânticos, porque o SENHOR consolou o seu povo e dos seus aflitos se compadece”-Isaías 49:13. A vida não é fácil, ela é cercada por imprevistos, muitas vezes nos prega uma peça quando menos esperamos. Algo pode nos acontecer, é a instabilidade da vida. Um problema, uma decepção, uma traição. Como conseguir permanecer de pé? E continuar seguindo em frente? Através do consolo de Deus.

Um consolo que é permanente, não é circunstancial. Davi expressou muito bem isso ao dizer: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam”-Salmos 23:4. Nas mãos de Deus o consolo para as nossas vidas é garantido em qualquer situação que estivermos atravessando.

Nas mãos de Deus há salvação. Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para não poder ouvir(Isaías 59:1). A salvação de Deus é integral, completa. Não passa apenas pelas nossas necessidades transitórias, terrenas. A salvação de Deus chega até a alma do homem e da mulher. É por isso que Deus enviou Jesus Cristo para morrer na cruz do Calvário em nosso lugar, nos resgatando, nos salvando da condenação eterna, da morte eterna.

Não sei como você se encontra hoje, qual é a sua necessidade ou qual é o seu problema, mas não se esqueça do Amparo Divino. A mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar, nem surdo o seu ouvido para não poder ouvir!