O BOM PERFUME DE CRISTO

29 de agosto de 2016
gg

“Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem” – 2 Coríntios 2:15

Um bom perfume custa caro,muito caro mesmo. Você precisa ter muito dinheiro para poder comprar pequenos frascos que custam uma fortuna. Mas nada se compara ao perfume Clive Christian N°1 US$ 200.000 (Duzentos mil dólares!). Existem pessoas que pagam esse valor por um perfume que acaba, que evapora, seca, para mostrar poder, ostentação, satisfazer o orgulho, a vaidade em bens transitórios. Por amor, Jesus Cristo, pagou um alto preço por cada um de nós, vertendo na cruz do calvário seu precioso sangue para nos salvar, para nos dar a vida eterna. “Porque fostes comprados por preço”. 1 Coríntios 6:20 (a) É provável que o Apóstolo Paulo escrevendo este trecho de sua carta (2 Coríntios 2:15) a Igreja que se encontrava em Corinto, estivesse pensando, lembrando na entrada triunfal de um herói de guerra. 

Após uma grande conquista, uma grande batalha, o general vitorioso marchava pelas ruas da cidade em uma longa procissão. As trombetas eram tocadas, as pessoas dançavam, e nesta festa da vitória, a população, as autoridades estavam presentes. Durante esse desfile o cheiro resultante da queima de plantas aromáticas enchiam o ar, exalando um perfume que tomava conta da cidade, envolvendo as pessoas, trazendo um clima de entusiasmo, alegria, celebração e de vitória. Paulo, provavelmente, se lembrando de tais comemorações, em que o perfume era exalado, que tomava conta das pessoas, da cidade, faz uma analogia da vida do cristão, e o compara com um perfume, o bom perfume de Cristo, tendo como o resultado apresentar a pessoa de Jesus Cristo a todos aqueles que não o conhecem. Por onde quer que Paulo fosse, ele não passava desapercebido.

Ele era notado, sua presença era sentida. Paulo vivia o que pregava, pregava o que vivia. Se estivesse viajando, ou em um templo, em uma praça, em um tribunal, em uma prisão, Paulo exalava o bom perfume de Cristo, apresentava a pessoa de Jesus a todos aqueles que estavam a sua volta através da sua vida, através do seu testemunho. Qual é o perfume que nós temos sido? O que nós temos exalado? O que as pessoas sentem quando estão perto de nós? Quantas pessoas hoje estão com o “perfume vencido”, “cheirando mal” e não se deram conta disso? Vivem fora dos padrões, vidas desalinhadas com a Palavra, com a vontade de Deus, exalando, propagando, o aroma do pecado.

Nós precisamos romper, quebrar as barreiras que o pecado tem nos impedido de exalar o bom perfume de Cristo. A mulher pecadora na narrativa do evangelista Marcos nos diz: “Estando ele em Betânia, reclinado à mesa, em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher trazendo um vaso de alabastro com preciosíssimo perfume de nardo puro; e, quebrando o alabastro, derramou o bálsamo sobre a cabeça de Jesus”. Marcos 14:3 A atitude dessa mulher, não foi apenas física, material, foi sobre tudo espiritual.

Ao se reclinar, diante de Jesus, de quebrar o frasco de perfume muito caro e derramar sobre a sua cabeça, nos mostra uma pessoa totalmente rendida, entregue ao senhorio de Jesus Cristo. O perfume que envolveu aquela casa, não foi a do nardo puro, mas a atitude que ela teve. Nós só poderemos exalar o bom perfume de Cristo, longe do pecado tendo uma vida em santidade.

“Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim”. Gálatas 2:20 Que possamos ser o bom perfume de Cristo, mortos para o pecado e vivos para Deus em Cristo Jesus.

 

Missionário
Geber Ferreira