SONHANDO OS SONHOS DE DEUS

Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR. Je 29:11

O período mais propício do ano para se fazer projeções é sim o início, tempo ideal para começar a dieta, retomar a academia, fazer o curso de inglês, iniciar a leitura da Bíblia, voltar aos estudos, e até mesmo tempo para se planejar e sonhar. Porque, então, não colocar em pauta a compra do imóvel, a troca do carro, casamento ou até uma segunda lua de mel? Um pensador contemporâneo (Isnard Lopes), diz que: “Todos somos movidos por sonhos”, fazendo uma alusão a um combustível que movimenta e impulsiona, gerando força para superar obstáculos perseguindo aquilo que está no coração e no imaginário.

Se por um lado perseguir os sonhos demonstra a condição de empenho e esforço humano, por outro lado fica a pergunta de quem conquistou o que parecia tão precioso e logo depois viu o brilho da conquista diminuindo a ponto de não ter sido assim tão importante. Certamente porque poderia ter sido qualquer coisa, mas não verdadeiramente um sonho, até porque “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” (Je 17.9) E o que fazer então para que não incorramos em gastar tempo e energia em busca de algo que tão logo se apaga a ponto de se concluir que não tinha tanta importância assim? A resposta é que andemos em concordância com a vontade de Deus.

E o que Deus tem sonhado e pensado a respeito de vós? O profeta Jeremias registrou (29.11) que “Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais.” Diante de escolhas e decisões, vale lembrar as lições de Paulo aos Colossenses (3.15a) “Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração”, assim todas as vezes que houver bifurcação, necessitando de escolha entre opções, a Palavra nos ensina que consideremos em primeiro lugar a presença da paz de Deus sobrepondo a uma das opções, a qual funciona como juiz indicando o melhor caminho a seguir. Que seja dessa forma para o seu coração neste ano de 2018, que persigamos mais os sonhos de Deus porque a sua vontade que é boa, perfeita e agradável, a fim de não desperdiçarmos tempo e esforço com futilidades, e no surgimento das dúvidas, que a paz de Deus funcione como um farol apontando a escolha mais acertada.