A QUEM SEJA GLÓRIA?

27 de fevereiro de 2017
gloria

“A fim de que nós,[…] sejamos para o louvor da sua glória”. Efésios 1:12

Às vezes que viajei pelo exterior, notei que ao apresentar-me como brasileiro, os estrangeiros previsivelmente acabam referindose ao Brasil em pelo menos três temas: Futebol, a Amazônia e o carnaval. Há ainda um pequeno número daqueles que mencionem às favelas do Rio de Janeiro, à beleza natural da mulher brasileira e à corrupção política. Especificamente tratando-se de carnaval, o qual pode ser caracterizado pelo culto ao prazer, a idolatria ao corpo e a glória a qualquer outra coisa que não seja de fato, o Deus verdadeiro. Creio que neste texto encontramos a melhor descrição do que esta “festa” representa: “Tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e os seus corações insensatos se obscureceram”. […] Trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis. Por isso Deus os entregou à impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos dos seus corações, para a degradação dos seus corpos entre si. Romanos 1:21-24 Deus, contudo, não abre mão de sua Glória, assim precisamos entender que nossa existência, acima de tudo precisa ser para o louvor da Glória de Deus (Efésios 1:12). A respeito disto, a bíblia nos apresenta Estevão, um jovem que viveu para a Glória de Deus, refletiu esta Glória e morreu vendo-a. Sua vida, citada nos capítulos 6 e 7 de Atos, e traz Estevão como aquele que representa os cristãos de bom testemunho, que são cheios do Espírito, de fé, de sabedoria, da graça e do poder de Deus, (Atos 6:3;8). Estevão é aquele reconhecido, não somente pela disposição de servir no reino de Deus, e por fazer além do que lhe fora designado, mas também fora responsável por realizar maravilhas e sinais entre o povo. Apesar de jovem, não temeu a oposição e resplandeceu a beleza da Glória de Deus (Atos 6:15). Diferente daquilo que muitos cristãos estão hoje resplandecendo, enquanto o máximo da beleza podem expressar é a física, o qual alguns foram mais privilegiados que outros, ou daquela consequente da indústria de cosméticos, da elegância no vestir ou mesmo das cirurgias plásticas, da qual nosso País fica em 2º lugar no ranking. Beleza esta que passará, por outro lado, quando resplandecemos a Glória de Deus, uma beleza irresistível e permanente manifesta-se ao mundo. “E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor, segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito”. 2 Coríntios 3:18 Estevão também é a expressão daqueles que são apedrejados pela verdade, mas que permanecem até o fim. Aqueles que preferem morrer por algo que viver por nada. Este, cheio do Espírito Santo, levantou os olhos para o céu e viu a Glória de Deus, e Jesus de pé, à direita de Deus. (Atos 7:55) Vale ressaltar que, o Cristo, o qual estava sentado a direita de Deus, levantou-se! Permita-me afirmar que Jesus levantou-se por não se conter em permanecer sentado, Pois a vida deste jovem era empolgante demais pra se assistir sentado. Imaginemo-nos sendo assistido por Cristo, Estevão, Paulo, Pedro e tantos outros. Que sentimento produziria aos nossos telespectadores? Creio que muitos de nós precisamos reconhecer e pedir perdão para aqueles que deram a vida pela verdade, enquanto muitas das vezes, vivemos a verdade como se fosse mentira. Que sejamos para o louvor de Sua Glória!