QUANTO TEMPO RESTA?

27 de setembro de 2016
sem-titulo-1

“Tudo tem uma ocasião certa, e há um tempo certo para todo propósito debaixo do céu.” – Eclesiastes 3:1

Quando somos jovens temos um sentimento de que vamos viver para sempre. Normalmente, nesta época do ano, pensamos nos ciclos da vida, quando algo antigo termina e algo novo começa. É assim nas formaturas, no final de um ano letivo, no fim de um ano de trabalho e também no término de um ano eclesiástico. “Adeus ano velho, feliz ano novo!” É com a possibilidade da frase acima que a maioria das pessoas quer iniciar o ano. Um ciclo (ano velho) está acabando e outro ciclo (feliz ano novo) está para começar.

Note que o adjetivo refere-se somente ao ciclo que irá iniciar, pois o que passou… passou. Existe um sentimento de que tudo será melhor no novo ciclo, mas infelizmente para muitos isso não se concretizará. Este ano, por exemplo, tem sido muito difícil para milhões de brasileiros, em virtude da crise econômica, o aumento do desemprego, catástrofes da natureza, novas enfermidades, situações que nos roubam a paz Já estamos em setembro de 2016 e os
preparativos para um novo ciclo começam a acontecer.

Tenho pensando em um prisma diferente com relação ao tempo: “Como viver sabendo quanto tempo resta?”. Quanto tempo resta? Não se trata de uma indagação puramente negativa ou pessimista mas sim de acordo com Eclesiastes 3:1 “Tudo tem uma ocasião certa, e há um tempo certo para todo propósito debaixo do céu.” Isto significa que também para nossa vida há tempo certo debaixo do sol. Se eu soubesse quanto tempo ainda tenho de vida é provável que algumas coisa na minha vida mudariam, principalmente se fosse um tempo curto. No entanto, não somos Deus, e, portanto, não cabe a nós saber quanto tempo resta. Creio que o que precisamos entender e vivenciar é que todos os ciclos da vida um dia terão fim. Sim os ciclos não são eternos e haverá um dia em que não haverá mais “adeus ano velho, feliz ano novo”. Quanto tempo resta para que isto aconteça? Não sabemos! Fracassamos tentando responder essa pergunta através da ciência e da religião.

A questão primordial da vida não é quanto resta para o final dos ciclos da vida, mas quanto tempo resta para cada um de nós? Como seria minha vida se eu soubesse quantos dias ainda tenho de vida? Me divertiria mais, adoraria a Deus com mais fervor, amaria mais minha família, faria mais aquilo que desejo do que aquilo que preciso, realizaria  alguns dos sonhos que tenho guardado? Quanto tempo resta? Não sabemos, por isto ao invés de nos apegarmos tanto a possibilidade de um novo ciclo feliz (ano novo) precisamos confiar naquele que é o Senhor do tempo, aquele para o qual “um dia é como mil anos, e mil anos, como um dia” (II Pedro 3:8). Não importa quanto tempo resta, mas importa que vivamos cada momento da nossa vida com Deus, aproveitando ao máximo tudo que Sua presença pode proporcionar. Feliz dia novo com Deus! Feliz vida com Deus!

 

Pastor: Ney Yoshida